Pescatarian Diet ou Dieta Pescetariana, já ouviu falar?

Dieta Pescetariana: O que é, como fazer e seus benefícios

Oi, aqui é a Lorena! E preparei esse artigo para saber se você sabe ou já ouviu falar sobre Pescatarian Diet (Dieta Pescatariana). São tantas as dietas, os planos e estilos alimentares em alta que fica até difícil acompanhar todos os métodos de alimentação disponíveis.

Mas, quem gosta da ideia de reduzir a ingestão de carne, porém quer se beneficiar dos nutrientes dos peixes, pode adotar a dieta pescetariana, também chamada de semi-vegetariana.

Pescatarianismo ou pescetarianismo, é um regime alimentar que inclui peixes e frutos do mar mas, exclui a carne de outros animais.

Uma dieta pescetariana é uma dieta que inclui hortaliças, frutos, nozes, cereais e leguminosas, ovos e laticínios, mas diferentemente de uma dieta vegetariana, peixes, e algumas vezes frutos do mar.

Benefícios

Essa dieta combina os nutrientes das plantas e dos frutos do mar, o que pode ajudar com várias deficiências alimentares comuns encontradas em vegetarianos, como escassez de vitamina B12 (encontrada apenas em produtos de origem animal), falta de proteínas ou certos aminoácidos, uma proporção desequilibrada de ácidos graxos essenciais (ômega 6 e ômega 3), ou deficiência de ferro (que pode levar à anemia).

Proteína e a vitamina B12 são essenciais para os processos metabólicos e a função nervosa do corpo, bem como para a construção de ossos e músculos fortes.

No entanto, nem todas as proteínas são criadas da mesma forma:

Existem proteínas completas (geralmente produtos de origem animal) que fornecem todos os aminoácidos essenciais necessários que seu corpo precisa.

E existem proteínas incompletas (a maioria das plantas) que faltam em um ou mais aminoácidos essenciais.

Isso pode tornar arriscado cortar todos os alimentos de origem animal da dieta, porque você corre o risco de não ter alguns aminoácidos.

Também, uma das principais razões pelas quais o peixe é tão bom para nós é por causa de seus altos níveis de gorduras ômega 3.

Ao comer alimentos como salmão, camarão e atum, o corpo está recebendo uma grande dose dessa gordura saudável ​​para diminuir a inflamação.

A mistura de nutrientes encontrados nos frutos do mar também ajuda a regular os batimentos cardíacos, reduzir a pressão arterial e os níveis de colesterol, diminuir a formação de coágulos sanguíneos, baixar os triglicerídeos e prevenir um ataque cardíaco ou derrame.

Alimentos permitidos

  • Frutos do mar
  • Grãos
  • Frutas e vegetais
  • Leguminosas
  • Sementes
  • Oleaginosas
  • Ovos, leites e derivados são opcionais.

Alimentos proibidos

  • Carne vermelha e de animais como aves, porco e peru.

Desvantagens

O pescetariano precisa carregar nas folhas verdes, feijões e legumes para obter quantidades adequadas de ferro. Aqueles que evitam laticínios e ovos devem ainda se preocupar com a falta de cálcio.

Outro ponto de atenção é que é possível ficar entediado com a ingestão de peixes repetidamente todos os dias para obter proteína suficiente.

Isso pode levar a aumentar a ingestão de carboidratos, o que pode causar ganho de peso, deficiência de proteínas, fadiga e outros problemas de saúde.

Se você consome muitos frutos do mar, independente de qual dieta seguir, deve evitar comer peixe com alto teor de mercúrio diariamente para minimizar o risco de envenenamento.

Porém, os peixes mais comuns do dia a dia, como salmão, sardinha, anchova e bacalhau, contém, em geral, pouco mercúrio, o que significa que essa dieta é segura para a maioria das pessoas.

Lembre-se de que apenas abandonar produtos à base de carne não significa que você está automaticamente se alimentando de maneira saudável.

Não importa qual o plano escolhido, é preciso se manter concentrado em ingerir alimentos nutritivos, variados e completos.

Vale a pena seguir a dieta pescetariana?

A menos que você não possa viver sem um bife, há muito do que se beneficiar da dieta pescetariana.

Basicamente, estará consumindo todos os alimentos ricos em antioxidantes e vitaminas, além de obter alguns nutrientes (como proteínas completas e ácidos graxos ômega-3) de frutos do mar, que são mais difíceis de consumir em uma dieta estritamente vegetariana.

Também, os ácidos graxos ômega 3 podem diminuir a inflamação no corpo e regular a pressão sanguínea e os triglicerídeos.

Essa dieta também tem sido associada à diminuição do risco de outras doenças crônicas, incluindo diabetes, demência e depressão.

Outras pessoas, é claro, a escolhem por razões de sustentabilidade, preocupações com direitos dos animais ou apenas preferência pessoal.

Considere a sua saúde

Um dos motivos mais citados para a adoção desta dieta é o desejo de manter uma boa saúde, baseado nos resultados encontrados que carne vermelha é prejudicial à saúde em muitos casos devido a carnes não magras conter altas quantidades de gordura saturada.

Além disso, a carne de certos peixes faz aumentar o nível de lipoproteína de alta densidade (HDL, na sigla em inglês) no organismo, além de se constituir em uma fonte de ácidos graxos ômega 3.

A mortalidade por isquemia cardíaca era 34% mais baixa em pescetarianos, 34% mais baixa em vegetarianos, 26% mais baixa em veganos e 20% mais baixa em quem come carne ocasionalmente.

Por outro lado existe a preocupação com consumo de grandes quantidades de certas variedades de peixe devido a conterem toxinas como mercúrio e bifenil policlorados (PCB), apesar de ser possível selecionar peixes com pouco ou nenhum mercúrio e moderar o consumo de peixes que o contém.

Comparação com outras dietas

Pescetarianismo é similar a muitas dietas tradicionais enfatizando peixes além de frutas, vegetais e grãos.

Em muitas regiões costeiras tendem a se alimentar deste modo e é característica da dieta mediterrânea e as dietas de muitos países na Ásia, norte da Europa e das Caraíbas.

Estas outras dietas tradicionais tendem a incluir carne também, mas de maneira periférica.

Pescetarianos são algumas vezes descritos como vegetarianos ou pesco-vegetarianos, e frequentemente pessoas não familiarizadas com vegetarianismo acreditam que a dieta pescetariana é vegetariana.

Em comum com os vegetarianos, pescetarianos frequentemente comem ovos e laticínios, além de frutas, vegetais e grãos.

Recomendado Para Você:

O que você achou? Deixe seu comentário aqui!
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.