Cisto no Ovário: Sintomas, Causas e Tratamentos

O Cisto no ovário pode causar medo em muitas mulheres mas, em geral, tem tratamento. Previna-se!

Oi, aqui é a Lorena! E o artigo que preparei é um cuidado especial com a nossa saúde, que às vezes deixamos de lado, não por acomodação, mas por ter tanta coisa pra fazer que não há tempo para o cuidado com a saúde. Tire um tempo só pra você!

Geralmente, eles não provocam sintomas e desaparecem de forma espontânea. Dependendo da idade da paciente, do tamanho e da aparência do cisto, pode haver a necessidade de retirada.

Mais Lidas da Semana:

  1. Anticoncepcional é Seguro?
  2. Chocolate PARA TPM: É Verdade ou Mentira?
  3. Sintomas da Menopausa: como tratar!

O cisto ovariano é uma coleção de líquido envolta por uma fina membrana no interior de um ou ambos os ovários, podendo representar desde um folículo ovulatório até um tumor ovariano.

Existem alguns tipos de cistos ovarianos, sendo os mais comuns o cisto folicular e o cisto de corpo lúteo. Ambos são denominados funcionais e fazem parte do processo normal do ciclo ovulatório.

Mas apesar de muitas pessoas temerem alguma relação com o câncer de ovário, na maioria das vezes cistos não causam maiores problemas.

O cisto no ovário ocorre quando o edema (inchaço) é maior do que aqueles do ovário policístico (com mais de 2 ou 3 cm) e pode aparecer ao longo da vida da mulher. A maior parte deles aparece de forma normal e são reabsorvidos, chamados de cistos funcionais.

Em outros casos, em que eles não regridem ou mudam de aspecto, podendo ter acúmulo de líquido junto com outros componentes, como gorduras e partes sólidas, são classificados como cistos complexos que precisam de maior atenção, já que podem ser hemorrágicos ou derivados de uma endometriose.

Como existem muitos tipos de cistos ovarianos, é impossível enumerar suas causas. Normalmente eles aparecem por alterações hormonais ou lesões em que ocorrem uma mutação do cisto.

Nesse caso, é necessário verificar se o elemento é maligno ou benigno. A grande maioria dos cistos ovarianos são benignos, mas o câncer de ovário tem incidência de 5 mulheres a cada 100 mil.

Sintomas

O cisto no ovário é comum e encontrado especialmente em mulheres que estão em idade reprodutiva, o que compreende desde os 15 até os 35 anos de idade, podendo surgir diversas vezes no decorrer da vida.

Quando estão pequenos, os cistos geralmente não apresentam sintomas. Porém, quando estão maiores, pode haver dor na região pélvica e sangramento abdominal, no caso de ruptura do edema.

Geralmente o surgimento do cisto ovariano não produz indícios e ele desaparece espontaneamente. Agora, se estiver relacionado ao câncer de ovário, a paciente pode perder peso, e é uma situação mais delicada.

Mas caso o cisto cresça muito, fique torcido no ovário ou se rompa, alguns sintomas podem aparecer. São eles:

  • Dor no abdômen ou na região pélvica;
  • Inchaço no abdômen;
  • Dor na parte inferior das costas ou coxas;
  • Dificuldade para engravidar;
  • Menstruação irregular:
  • Aumento de peso;
  • Dor durante as relações sexuais;
  • Sensibilidade nas mamas;
  • Náuseas e vômitos.

Causas do cisto no ovário

Dependendo do tamanho do cisto e do seu material, pode haver a necessidade de uma maior investigação.

Os cistos ovarianos são causados por alterações no interior dos ovários ou relacionados a eles. Eles podem surgir todos os meses como parte do ciclo menstrual e também durante a gravidez.

Na maioria das vezes eles desaparecem sozinhos, mas existem cistos mais raros que podem causar até a infertilidade na mulher e devem ser removidos cirurgicamente.

Os mais recorrentes tipos de cistos ovarianos são: cisto folicular; cisto de corpo lúteo; cisto hemorrágico; cisto dermoide; endometrioma ovariano e cistoadenoma.

Agora, se estiver relacionado ao câncer de ovário, a paciente pode perder peso, e é uma situação mais delicada.

Tratamentos

O tratamento pode ser apenas um acompanhamento médico, já que muitas vezes os cistos no ovário regridem espontaneamente.

Por outro lado, dependendo de alguns fatores como a idade da mulher, a aparência e o tamanho do cisto, os tipos de sintomas e se a paciente encontra-se pós-menopausa. Há casos em que o uso de anticoncepcionais orais é indicado.

Já a cirurgia pode ser uma alternativa em situações em que haja suspeita de ser um tumor maligno, ou então quando os cistos são volumosos, sangram ou torcem.

Quando o cisto tem mais de 6 cm, ele corre o risco de torcer, ou seja, dobrar sobre si mesmo e também pode haver a vascularização do ovário, levando a um infarto da glândula, o que gera uma dor súbita e aguda do lado doente.

Pílulas Anticoncepcionais

O ginecologista poderá prescrever anticoncepcionais para evitar a ovulação e prevenir o desenvolvimento de novos cistos. Os contraceptivos também podem reduzir o risco de câncer de ovário.

Vídeo Laparoscopia

Trata-se de um procedimento cirúrgico para remover o cisto. A laparoscopia envolve incisões perto do umbigo e na maioria dos casos a paciente pode ir para casa em 24 horas. Este tipo de cirurgia geralmente não afeta a fertilidade da mulher e sua recuperação é rápida.

Laparotomia

Incisão que ocorre no abdômen para remover cirurgicamente o cisto. Indicado quando os cistos são grandes e causam risco à saúde da mulher. O cisto deve ser enviado para uma biópsia imediata para determinar se há o risco de ser cancerígeno.

Observação

É recomendada especialmente em mulheres com o ciclo menstrual ativo e que foram diagnosticadas com um pequeno cisto funcional (2-5 centímetros).

Esses cistos podem ser acompanhados através de exames de ultrassonografia nos meses seguintes para o ginecologista se certificar que desapareceram.

Na maioria das vezes, os cistos de ovário são indolores e não têm potencial maligno. Muitas mulheres só descobrem que estão com cisto no ovário após realizarem exames ginecológicos de rotina. Consulte-se regularmente e não deixe de fazer os exames indicados pelo seu ginecologista.

CONTINUE LENDO SOBRE SAÚDE FEMININA:

Recomendado Para Você:

O que você achou? Deixe seu comentário aqui!
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.